Juiz Douglas Martins diz que está sofrendo ameaças de morte

Juiz Douglas Martins proíbe realizações de carreatas de ...

O juiz que decretou lockdown na Ilha de São Luís relatou nesta segunda-feira (4), durante uma entrevista a uma rádio local, que está recebendo ameaças de morte após o decreto. Douglas de Melo Martins afirmou que as ameaças estão sendo feitas em suas redes sociais desde a última quinta (30).


Segundo ele, muitas pessoas não concordaram com a decisão de confinamento e por isso começaram a o ameaçar.
Olhem o grau de falta de civilidade, as pessoas não tem mais um equilíbrio, elas não sabem mais discordar da decisão. Eu acho que o juiz está errado, eu acho que ela é inconstitucional e fere o direito de ir e vir das pessoas e que fere a questão dos poderes, eu não concordo que fere, mas eu concordo com o direito que elas tem de criticar. As pessoas tem o direito de criticar, mas não tem o direito de dizer que vão me matar, o direito de dizer que vão me bater e que vão me agredir. Um grupo de pessoas absolutamente intolerantes, elas sequer sabem mais como criticar alguém sem ofender. Em que mundo nós vivemos?
afirmou.
O Tribunal de Justiça do Maranhão e a polícia foram acionados pelo magistrado. Ainda segundo Douglas Martins, essas mesmas pessoas que cometem essas atrocidades são as mesmas que vão às ruas e depois procuram os hospitais, infectados com coronavírus.
Essa mesma indisciplina que faz uma pessoa dizer que vai matar o juiz por uma decisão é a mesma que faz as pessoas saírem na rua apesar da ordem de que é para ela não sair nas ruas e essa pessoa morre depois. Então vamos deixar essa vaga para uns que não teve a opção de ficar em casa porque tem gente que está na rua porque não tem opção e trabalha na rede de saúde, em farmácia, em segurança privada e trabalha na imprensa
destacou Douglas Martins Ver comentár

Lockdown começa nessa terça-feira (5)

A partir de amanhã os municípios de São Luís, São José de Ribamar, Raposa e Paço do Lumiar terão que cumprir as determinações do lockdown solicitado pelo Ministério Público Estadual e determinado pelo juiz Douglas Martins, titular da Vara de Direitos Difusos e Coletivos de São Luís.
Patrocinadores
Praça do Jardim em Pedreiras
Por 10 dias, governo do estado terá que determinar o cumprimento de regras mais rígidas de confinamento na Ilha de São Luís em virtude do aumento dos casos do novo coronavírus e o colapso do sistema de saúde na rede pública e particular na capital maranhense. A  multa diária da Ação Civil Pública R$ 100 mi reai em caso de descumprimento.
O objetivo é conter o avanço da doença e evitar novas mortes. A ideia é interromper o fluxo, evitar que as pessoas se desloquem e, portanto, se encontrem.  Além do lockdown na ação foi pedida a aplicação de orientação e de sanção administrativa quando houver infração às medidas de restrição social, como o não uso de máscaras em locais de acesso ao público. Também foi pedida a extensão da suspensão das aulas da rede privada nos municípios requeridos, segundo os parâmetros adotados para a rede estadual.

Fonte o imparcial

Patrocinadores

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.