Suspeito de compartilhar pornografia infantil pela internet é preso pela PF

Veículos da Polícia Federal (Foto: Vagner Rosário/VEJA.com)

Agentes da Polícia Federal deram cumprimento a um mandado de Prisão Preventiva, contra um homem, que mora no bairro da Cidade Operária, mas com endereço não revelado pelas autoridades competentes, que estava sendo investigado pelo crime de compartilhamento de pornografia infantil pela Internet.
A ação faz parte da “Operação Nêmesis – Flashback”, continuação da “Operação Nêmesis”, de âmbito nacional, referente ao alvo localizado na cidade de São Luís.
Publicidade
Praça do mercado central de Pedreiras

Travessa Frederico Bulhão Bairro Goiabal- Pedreiras

Na primeira fase da operação, foram realizadas buscas no endereço do suspeito, o que permitiu a obtenção de dados que indicam que o indivíduo, além de compartilhar material pornográfico infantil pela Internet, também praticou abusos contra crianças de seu convívio, na região da Cidade Operária. Após apresentação de provas pelas autoridades policiais à Justiça, a 2ª Vara Criminal da Justiça Federal de São Luís decretou a prisão preventiva do suspeito.
O investigado foi encaminhado para o Presídio de Pedrinhas, onde ficará à disposição da Justiça. Ele foi indiciado pela prática dos crimes de compartilhamento e armazenamento de material pornográfico infantil (241-A e 241-B da Lei nº 8.069/90 – ECA) e por praticar ato libidinoso contra menor de 14 anos (art. 217-A do Código Penal).
Publicidade
Praça do Jardim em Pedreiras


Nome da operação
O nome da Operação (Flashback) faz referência a um dos nomes de usuários utilizados pelo investigado em algumas de suas contas, além de um retorno a Operação anterior.

Fonte: O imparcial

Um comentário:

  1. Com a tal lei de abuso de autoridade não se pode divulgar o nome e nem o endereço desse lixo. Eu não sei como esse país um dia poderá ser um país sério, gente onde se viu bandido, criminoso ter direito a práticar crimes e não ter seu nome revelado.. daqui a uns dias é posto em liberdade e volta a fazer as mesmas coisas.. absurdo isso..

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.