Homem é solto após ficar preso injustamente por 10 meses no MA

Raimundo da Silva Sousa foi acusado por um duplo homicídio e depois de 10 meses na cadeia, ele foi inocentado e já está em liberdade.  — Foto: Reprodução/ TV Mirante
Homem acusado de duplo homicídio é solto em Imperatriz

Raimundo da Silva Sousa foi acusado por um duplo homicídio; Depois de 10 meses na cadeia, ele foi inocentado e já está em liberdade.


Raimundo da Silva Sousa foi acusado pela morte de Gabriel, de 18 anos, e Emanuel, 47, em Imperatriz, a 626 km de São Luís. O crime aconteceu em dezembro de 2018 e chamou atenção pela violência, já que as vítimas foram assassinadas a golpes de martelo e picareta.

Publicidade
Resultado de imagem para armazém paraiba


Segundo o delegado Praxísteles Martins, na época a polícia tinha indícios que levavam a acreditar que Raimundo tinha participação por ser dono da residência onde os corpos foram encontrados.
“O fato causou muita estranheza não só da equipe de investigadores como dos próprios vizinhos pelo fato do Raimundo ter passado dois dias fora de casa e quando chegou não se dirigiu imediatamente para a própria residência.

Ele ficou direto na casa dos vizinhos sem trocar a roupa, sendo que a calça que usava estava com uma mancha de sangue. Os peritos encontraram sangue humano, no entanto, ele alegava que aquelas manchas eram de vômito porque ele havia bebido nos dias anteriores”, explicou o delegado.

Mesmo após a conclusão de inquérito, a Polícia Civil continuou investigando o caso e chegou ao nome de Ronaldo dos Reis. Ainda de acordo com o delegado, ele foi preso e confessou o crime há alguns dias na cidade Bom Jesus das Selvas, a 465 km de São Luís.

“Após a prisão do Ronaldo, houve confirmação da parte dele de que havia agido sozinho. Houve uma audiência na semana passada, essas informações foram todas colocadas na fase judicial e com isso possibilitou que a juíza decretasse a liberdade do Raimundo”, afirmou Praxísteles.

Ronaldo foi preso e confessou ter agido sozinho durante o crime  — Foto: Reprodução/ TV Mirante
Ronaldo foi preso e confessou ter agido sozinho durante o crime — Foto: Reprodução/ TV Mirante


Durante o depoimento, Ronaldo admitiu ter feito tudo sozinho e isso foi suficiente para que Raimundo recebesse o alvará de soltura e voltasse para casa.

“Eu cheguei há poucos dias, vou tentar viver minha vida e recuperar o que eu perdi. Eu perdi muitas coisas”, afirmou Raimundo.
 Fonte: G1 MA


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.