Weverton Rocha e Flávio Bolsonaro vem agindo para enterrar segunda tentativa da CPI da Lava Toga



Weverton é Réu em processo no Supremo Tribunal Federal por peculato e dispensa de licitação

Não é de agora que Flávio Bolsonaro e Weverton Rocha têm atuado nos bastidores do Senado para tentar barrar a CPI da Lava Toga.
 No começo de abril, quando o segundo pedido de criação da CPI foi protocolado, o senador Weverton Rocha, líder do PDT, disse, da tribuna, que o filho do presidente havia feito o pedido, em reunião de líderes, para que a CPI não fosse adiante

Publicidade


 Weverton Rocha: “Não assinarei nada, até que o abuso de autoridade seja apreciado. Não assino nada, isso é casuísmo e não resolve nada. A questão central é o abuso das autoridades, isso que tem que ser discutido e votado”
Hoje na tribuna do senado federal o Senador maranhense voltou a falar do assunto, agora falando que defendeu o pedido de Flávio Bolsonaro.

 “Eu atendi ao pedido, inclusive do filho do presidente da República: senador Flávio Bolsonaro, em reunião do colégio de líderes, ele sabe disso, ele fez o apelo para todos os líderes, dizendo que este momento não era o momento de crise mais ainda e que essa CPI era uma CPI que ia gerar mais crise, óbvio, entre as instituições e entre os Poderes da República.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.